quinta-feira, 31 de dezembro de 2015

Virada com AC/DC


Um marco na história do rock mundial, inegavelmente foi Highway to Hell (Estrada para o Inferno), da banda AC/DC, trazendo uma musicalidade com um alto astral.

Confira essa obra prima logo abaixo,no vídeo a letra está em inglês, se quiser cantar junto sinta-se à vontade, logo abaixo do vídeo está a tradução! 3:)





Highway to Hell (Estrada Para O Inferno)

Vivendo fácil, vivendo livre
Rumo a uma estrada de mão única
Sem perguntas, me deixe viver
Pegando tudo em meu caminho

Não preciso de razão, não preciso de rima
Não tem nada que eu preferiria fazer
Partindo, é hora da festa
Meus amigos também vão estar lá

Estou na estrada para o inferno
Na estrada para o inferno
Estrada para o inferno
Estou na estrada para o inferno

Sem sinais de "pare", limites de velocidade
Ninguém vai me fazer reduzir a velocidade
Como uma roda, vou girar
Ninguém vai se meter comigo

Ei, Satanás!
Paguei minhas dívidas
Tocando em uma banda de rock
Ei, mamãe, olhe para mim
Estou no meu caminho para a terra prometida

Estou na estrada para o inferno
Estrada para o inferno
Estou na estrada para o inferno
Estrada para o inferno

Não me pare!

Eu estou na estrada para o inferno

Eu estou na estrada
Eu estou na (estrada para o inferno)

Eu estou na estrada para o inferno (estrada para o inferno)

Sim, eu estou descendo de qualquer modo
Estou na estrada para o inferno

quarta-feira, 30 de dezembro de 2015

Trash, Old But Gold (Cinco filmes intensos)

Para nós amantes de filmes Trash, ou os que dizem não gostar mas dão uma espiadinha, abaixo segue a lista de uma ótima pedida para grandes clássicos do cinema Trash e Gore! 

















Náusea Total (Bad Taste) (1987)

Este filme é considerado o Cidadão Kane dos filmes TRASH, com muita pouca grana e com uma criatividade extraordinária, característica fundamental não só deste filme mas de toda filmografia de Peter Jackson, o diretor criou esta que é uma obra-prima do gênero e considerado por muitos malucos fãs de filmes Trash como sendo o melhor filme de Peter Jackson. Aqui o diretor já demonstrava todo o seu talento como contador de estórias fantásticas, com muito gore e efeitos de garagem ele criou um dos mais divertidos filmes TRASH de todos os tempos.

Na imagem acima é possível conferir uma das cenas do filme.

Confira os outros cinco clássicos filmes seguindo a linha trash.


Tabuleiro OUIJA - Você Sabia?


Olá mundo!

A Pedra de Roswell - Você Sabia?


A verdade por trás de Phineas e Pherb (Kindace) - Você Sabia?


Episódio Perdido: Suicídio do Lula Molusco - Você Sabia?


Síndrome de Zumbi - Você Sabia?



Vigésima oitava tatuagem - "Olhos do Medo"

Uma das coisas mais difíceis de se decidir é um desenho exato para uma tatuagem, isso pela grande variedade de opções, sendo usados estilos tradicionais de tatuagens junto da criatividade do tatuador e a imaginação do "tatuado".

Geralmente vejo diversas imagens e esboços de tatuagens por aí na web e salvo todas que me atraem, daí com atenção analiso todas, escolho uma, calculo as medidas e vejo o melhor lugar a ser tatuado, depois disso levo a ideia para o tatuador que preparará tudo, aí é tinta na epirderme e dor na pele.


Hoje decidi me tatuar mais uma vez, o desenho usado como modelo foi o da imagem acima.

Foi pouco mais de uma hora de não exatamente uma dor, porém um ardor intenso do atrito das agulhas na pele. É como aquele ditado: "Sem dor, Sem conquista".

Como a pele da mão é mais sensível que as outras partes do corpo, é preciso trabalhar com calma e tomar cuidado com a cicatrização para um bom resultado. Só apenas após toda a região tatuada cicatrizar (o que leva por volta de uma semana) será possível fazer retoques ou acrescentar mais detalhes.

Eis o resultado da minha tattoo, rabiscada pelo tatuador Geovane Alves do estúdio Arte Tattoo (Itapipoca - CE).

Clique aqui para conferir a foto no Facebook

Sintam-se a vontade para se expressar, argumentar ou tirar dúvidas comentando logo abaixo. 

terça-feira, 22 de dezembro de 2015

Textos da Pirâmide















Os Textos da Pirâmide de Unas, descobertos em 1881 por Gaston Maspero, são os escritos religiosos mais antigos descobertos até hoje. Por apresentarem uma síntese das crenças religiosas do Antigo Egito, eles datam de 4.500 anos ou mais, considerando que estas crenças devem ter nascido muito antes de serem transcritas na pedra.


Embora a Pirâmide de Unas seja a menor das pirâmides reais construídas no Antigo Império, ela foi a primeira a trazer em suas paredes internas este conjunto de encantamentos (fórmulas), que ajudariam a alma do faraó em sua jornada para o próximo mundo.



Textos dos Sarcófagos





















Textos dos Sarcófagos é a designação moderna atribuída a textos de carácter funerário produzidos na civilização do Antigo Egito a partir do Primeiro Período Intermediário, mas sobretudo durante o Império Médio.

Em resultado da desagregação do poder político no final do Império Antigo e das alterações culturais produzidas, a hipótese de gozar uma vida no Além deixou de estar reservada à realeza, alargando-se aos funcionários e, progressivamente, a toda a população egípcia. 


segunda-feira, 21 de dezembro de 2015

A Psicostasia

Psicostasia, Antigo Egito, Osíris, Maat



Representação de Osíris presidindo a Psicostasia realizada por Maat.

Psicostasia é o nome atribuído a uma cena comum representada no Livro dos Mortos que retrata a cerimonia de pesagem do coração do defunto no tribunal da deusa Maat.



De acordo com as crenças dos habitantes do Antigo Egito, a morte física não era o fim da existência, existindo a possibilidade de uma vida no Além. Historicamente esta vida no Além esteve de início reservada ao rei, tendo a partir do Império Médio se alargado a toda a população. Contudo, para se poder aceder a esta vida era necessário ter levado uma vida de acordo com a Maet (ou Maat), conceito egípcio que traduz a ideia da ordem universal marcada pela justiça e pela harmonia.


sexta-feira, 11 de dezembro de 2015

Universo Paralelo - Outra Realidade?


Os Alienígenas nas Escrituras


Um trecho de um documentário sobre ufologia do History Channel que mostra evidências da possível interação entre terráqueos e alienígenas em tempos remotos. Escrituras que ressaltam a ligação entre deuses e alienígenas.

Argumentação com base em fatos existentes. Vale a pena conferir.

domingo, 6 de dezembro de 2015

Casa dos Rostos

Ao entrar em sua modesta cozinha em uma abafada tarde de agosto de 1971, Maria Gomez Pereira, uma dona de casa espanhola, espantou-se com o que lhe pareceu um rosto pintado no chão de cimento.

Estaria ela sonhando, ou com alucinações? Não, a estranhas imagem que manchava o chão parecia de fato o esboço de uma pintura, um retrato.


Com o correr dos dias a imagem foi ganhando detalhes e a noticia do rosto misterioso espalhou-se com rapidez pela pequena aldeia de Belmez, perto de Cordoba, no sul da Espanha.


Alarmados pela imagem inexplicável e incomodados com o crescente número de curiosos, os Pereira decidiram destruir o rosto; seis dias depois que este apareceu, o filho de Maria, Miguel, quebrou o chão a marretadas. 


Fizeram novo cimento e a vida dos Pereira voltou ao normal. Mas não por muito tempo. 



A Cama

Uma família que acabara de se mudar para um novo apartamento,estava arrumando os moveis da casa,só não tinham comprado a cama da filha caçula que se chamava Amanda.No dia seguinte,os pais de Amanda foram comprar uma cama para ela. Depois de muito procurar encontraram uma pequena loja de moveis usados, Amanda gostou de uma cama simples e bonitinha.

Quando chegaram no apartamento, Amanda logo foi apressando seu pai para montar a cama em seu quarto. No dia seguinte, Amanda reclamou com seu pai dizendo que a cama respirava enquanto dormia,mas seus pais não acreditaram na menina,dizendo que só estava desacostumada com a cama nova.



Eu acho que exagerei dessa última vez

Sinto falta do ódio que tinha de você, das brigas que terminaram em hematomas, dos cortes e de todas as vezes que te machuquei e te quebrei.

Das vezes em que olhava para seus olhos e eles tremiam de medo,

Mas mesmo assim você nunca fugiu, nunca foi embora.

Acho que te amarrei bem de mais para que tivesse alguma chance.

Eu não podia te deixar solta, você era o que eu chamava de hora da diversão, e eu sinceramente acho que você se divertia também, mesmo com todas aquelas lagrimas de dor.


Os Retratos

Havia um caçador na mata, que, após um longo dia de caça, estava no meio de uma imensa floresta. Estava escurecendo, não sabendo o que fazer, ele decide andar em uma única direção até achar um lugar bom para ficar. Depois do que pareceu horas, ele chegou à uma cabana localizada em uma abertura da floresta. 

Percebendo que já estava escuro demais, ele decide ver se poderia ficar por aquela noite. Ele se aproximou e olhou pela abertura da porta. Não havia ninguém dentro. O caçador entrou na casa e se deitou na cama de solteiro, decidido que se explicaria para o dono na manhã seguinte.


Estão vindo para mim

Estou sentado em minha cama, tremendo de medo. Estão vindo essa noite. Sei que estão. Estão vindo para mim. Não posso pará-lo essa noite. Tem muitos deles. Tudo que posso fazer é ficar aqui e rezar para que não me encontrem.Poderia correr, mas isso só os faria me procurar mais e mais. Eles me rastrearem onde quer que eu fosse.

Se eu correr, as coisas só vão piorar.


Curioso

Na escura e fria noite

Barulhos são ouvidos da Floresta do Sofrimento

Gritos desesperados ao relento

De uma vida que estava por se esvair

"Mas o que é isto?" se pergunta o garoto curioso

Todas as noites a um grito, um desaparecimento, uma morte


O Monstro

Você já percebeu aquelas vozes no seu consciente, que te diz o que fazer ou não? Muitos dizem que é só sua consciencia, mas não... É algo ruim, muito ruim. É o monstro.

Quem é o monstro? Ele é aquele que guia seus passos quando você não sabe o que fazer, quando você está enfrentando um problema tão grande e você não sabe encara-lo. Ele está lá. O Monstro, sempre lhe guiando e te mostrando o caminho.

Mas seguir o mosntro tem consequências.


Eles virão

Você tem sorte, sabia? Você nunca vai ouvir os sussurros macabros que surgem no fundo do armário, nunca sentir o frio se rastejando em sua coluna vertebral. Você nunca vai fazer uma pausa durante uma volta no corredor, porque você sabe que se você olhar para trás, você vai ver algo que não deveria estar lá.

Algo que se arrasta, no meio das sombras. Algo que, uma vez que o vê, nunca vai parar de correr em sua diração. Ele não virá atrás de você enquanto estiver dormindo. Ele quer que você saiba que ele está lá. Ele quer que você ouça o som incessante de seus passos, a sua respiração ofegante ecoando pelo seu quarto. Ele sente o cheiro seu medo, e escuta o seu choro, e pode ver o horror em seu rosto enquanto ele se aproxima.
Se você tiver sorte, você não vai tentar encontrá-lo. Você nunca vai prestar atenção aos sinais. Você não vai tentar procurar a as coisas que voam pelo canto do seu olho. A ignorância será o seu escudo e sua proteção.


Visão Periférica

Você já teve a sensação de que viu algo no canto do seu olho? Um simples movimento capturado pela sua visão periférica. A maioria das pessoas simplesmente ignoram isso como uma sombra, ou algo parecido.

Isso pode ser facilmente explicado pelas condições anteriores, mas tem algo errado nisso. Um frio na espinha, uma leve dor no seu ombro. Pode ser talvez até mesmo sua mente pregando peças em você.


Oferenda

Sou Amy. Estou no meu carro indo até a casa de minha amiga Nancy. Ela me ligou chorando, esta muito depressiva esses dias pro causa por causa do desaparecimento de seu marido e de seus dois filhos. Vou até lá para consolá-la ela esta muito sozinha.

Chegando lá ela esta preparando um chá para tomarmos, apesar de eu achar que ela precisa se acalmar mais do que eu, eu aceito o chá. Ela enquanto conversávamos estava sempre chorando e lembrando-se de momentos bons que passava com sua família antes deles desaparecerem. Aquilo me deixava triste, pois não gostava de vê-la sofrendo daquele jeito.




Greis

Os infames campos de concentração nazistas eram em si mesmos um horror, e poderia se encher uma biblioteca inteira com romances relativos à crueldade inquietante que foi infligida contra as pobres pessoas que neles foram colocados. Com tal brutalidade envolvida, não é de se maravilhar que muitos contos têm sido espalhados sobre estes campos - que vão desde a mais crua realidade até o tipo de coisa que você esperaria de um teórico da conspiração esquizofrênico e com síndrome de borderline.

O conto que estou prestes a compartilhar é conhecido como "Greis" e aconteceu em um dos muitos campos montados durante o Holocausto, projetado exclusivamente para deter e matar a população "indesejável" - devido ao ódio fanático que o regime nazista havia implantado nas mentes de seu povo, nem mesmo as crianças não foram poupadas - e foi assim que a nossa história foi espalhada.


Possibilidades

Você conhece aquela teoria que fala sobre a existência de um número infinito de universos paralelos? Bem, se há um número infinito de universos, então, literalmente, todas as possibilidades devem coexistir em algum lugar. Basicamente existem versões infinitas de "você", com uma saindo do seu computador para ir beber um copo d'água. Outra indo jantar. Outra decidindo cortar alguns legumes para fazer um guisado. Outra, ao pegar a faca da gaveta, a deixa cair, escorregando junto até ser perfurada pela lâmina fria de metal. Outra é socorrida por um membro da família que havia escutado algum barulho. Outra mora sozinha, e sendo assim, nenhuma ajuda chegará até ela. Outra não será encontrada até o fedor de seu cadáver em decomposição levar um dos vizinhos a investigar sua casa.


Uma elaborada tentativa de suicídio

Depois que o seu negócio faliu e sua esposa o deixou, um homem decidiu se matar, mas antes queria ter certeza de que a operação seria a prova de falhas. Depois de pensar um pouco, ele decidiu que o enforcamento seria o método 'principal'. Ele encontrou uma árvore com um membro robusto que chegava ao longo da borda de um penhasco, ficando 50 pés acima do mar, e pensou que era o lugar perfeito. Embora ele estivesse ansioso para deixar este mundo, ele também não queria sentir dor.


Carícias

Eles não eram o casal mais romântico - transar no escuro foi apenas uma ideia que tiveram para apimentar seu relacionamento. Ele foi até a casa dela, tarde da noite, enquanto seus pais estavam fora da cidade, e deitaram-se juntos na cama. Ela desligou o abajur, segurou suas mãos e começou a beijá-lo suavemente. O interessante sobre a escuridão é que ela aumenta os seus outros sentidos.


A Novela

"E rezou para que tudo fosse uma novela".

Assim terminava seu longo livro, que lhe custou muitos dias de trabalho e noites de insônia. No dia seguinte ele o publicou e, para sua surpresa, recebeu boas críticas. Todos elogiavam sua tão bem narrada história, na qual relata a história de uma pessoa que sequestra uma mulher e a deixa em cativeiro por vários anos no sótão de sua casa. Os críticos parabenizaram os diálogos e a atmosfera tensa e obscura que rodeava a obra.


Números Ímpares

Eu tenho transtorno obsessivo-compulsivo. Eu não sou um germefóbico ou um daqueles caras que fica verificando várias e várias vezes se uma porta está trancada ou não; é que eu realmente odeio números ímpares. É difícil de explicar - eu só não me sinto bem, como se algo me dissesse que devo corrigir isso. Se vejo um sapato no chão, tenho que encontrar o outro antes que a ansiedade se torne insuportável. Eu sempre compro alimentos em pares. Eu tenho dois carros, mesmo que só use um.

Fiquei tão feliz quando minhas filhas nasceram e eu descobri que eram gêmeas idênticas. Elas foram como uma luz na minha vida, e por algum tempo consegui manter o meu TOC sob controle. É incrível como o amor pelas crianças que você criou pode mudar a sua maneira de pensar nas coisas. Que bobo eu era quando pensava que algo tão arbitrário quanto números ímpares poderiam me governar.


sábado, 5 de dezembro de 2015

Polaroids

Uma jovem garota estava andando para casa quando achou uma pilha de fotos Polaroid paradas na calçada. Tinha 20 no total, presas com um elástico. Ela pegou as fotos, e ficou olhando elas. A primeira foto era um homem branco em um fundo negro, parado longe demais para ela ver suas feições.

A garota passou para a segunda foto e olhou para ela. Era o mesmo homem no mesmo fundo, mas tinha se aproximado um pouco.


Ela passou para a as outras fotos rapidamente, mas todas eram o mesmo homem no mesmo fundo, ficando cada vez mais perto.


Virando a rua para sua casa, a garota notou que o homem parecia estar olhando para ela enquanto ela virava as fotos. Estava assustando ela, mas ela continuou virando.


Pela décima nona foto, a face do homem estava tão perto que sua face enchia toda a foto. Era a expressão mais assustadora que a garota já viu. Andando pela rua, ela virou para a última foto.



Vizinhos

Esta semana eu me mudei para uma casa nova. A casa em si é adorável, com dois andares, três quartos, dois banheiros, um quintal cercado e uma cozinha grande. A árvore no jardim da frente é alta e forte e faz um bom trabalho bloqueando as janelas da sala para a rua, a pressão da água é fabulosa, os armários são grandes, e os pisos laminados são novos. O único problema que eu tive até agora é que os meus vizinhos são bem barulhentos. Nossas casas são conectadas de um lado, então nós dividimos as paredes da sala de estar, do quarto e da cozinha. Durante todo o dia, eu posso ouvi-los mexendo em sua cozinha, assistindo filmes no último volume, falando e seu filho pequeno chorando. É um pequeno esforço, mas nada com que eu não possa conviver, suponho.

Agora, para chegar diretamente à coisa que realmente me preocupa, tudo começou quando eu estava no chuveiro esta manhã. Eu normalmente gosto de ouvir música enquanto tomo banho, mas hoje eu decidi que eu preferia apenas desfrutar do silêncio. A atividade foi bastante tranquila, até que, enquanto eu estava no meio da lavagem do meu cabelo, eu ouvi meus vizinhos falando do outro lado da parede. Eu não conseguia entender o que eles estavam dizendo, mas pareceu estranho para mim. Parecia que eles estavam murmurando algo, sussurrando e, ocasionalmente, rindo baixinho, mas eu não conseguia entender como eu podia ouvi-los se eles estavam, evidentemente, falando em voz baixa. Eu pensei que eles deveriam estar de pé absurdamente perto do lado deles da parede, para ser tão audível no meio do meu banho.



Preguiçosa noite de sábado (#festa)

Aqui estou eu, todo aconchegado na cama, aquecido e satisfeito debaixo das cobertas de seda macia, assistindo algum documentário estúpido na TV que eu nunca tinha ouvido falar. Eu ia desligar a TV, mas o pote de sorvete de cookies não me deixou usar mãos para outra coisa senão colocar o deleite congelado em minha boca. Noites como esta são raras, não é sempre que todos estão fora de casa, menos eu, para que eu deixe de saboreá las. Na verdade eu não estava esperando que ninguém voltasse até a manhã. Isso que fez o som da porta abrindo no andar de baixo ser tão alarmante.

O pânico me atinge como um trem a vapor, eu silenciosamente pulo para fora das cobertas, derramando o sorvete por todo o tapete branco imaculado no chão, e abro o armário ao lado da cama rangindo. Ouço passos, pesados e indiscretos, como se eles quisessem que eu saiba que eles estão aqui. Eu ofego e pego a colher que eu estava usando para desfrutar de uma noite relaxante. Os passos ficam mais altos, eu me forço para o espaço minúsculo restante no guarda-roupa, e fecho a porta,bem quando o estranho abre a porta do quarto, não deixando nenhum segundo de silêncio.


Algas

Minha avó cresceu num bairro pobre da era-proibida de Chicago. Sua família vivia em uma pequena casa perto do porto, e uma de suas primeiras lembranças era de um verão particularmente quente quando, procurando refúgio do calor, ela e sua irmã descobriram uma seção raramente usada de calçada à beira-mar perto de um armazém abandonado. Todas as noites, durante várias semanas, as duas meninas fariam o seu caminho até as docas e se sentariam juntas na beira do cais, enquanto o sol se punha. Minha avó vividamente, e por um tempo carinhosamente, recordava da sensação de algas entre os dedos dos pés enquanto ela e sua irmã balançavam seus pés na água turva.