Sobre

Primeiramente devo fazer uma breve apresentação, acho isso um pouco desnecessário, mas enfim, sou praticamente apaixonado pelo terror em geral desde pequeno, quando sentia uma leve atração por esqueletos (nada de necrofilia). Eu gostava da sensação que sentia quando entrava em um lugar vazio e escuro, ou quando via algum filme de terror, essa sensação eu descobri mais tarde que se chamava medo. Fui uma criança normal durante toda a minha infância, com a diferença de que sempre gostei de coisas um pouco fora do comum, um exemplo é minha paixonite desde os cinco anos pela Wednesday de A Família Addams. Não contarei diretamente minha vida pessoal aqui, em diversos casos deixarei vocês curiosos, pois algo que gosto é mistério.

Sobre o blog: Tive a ideia de criar o Mortalha quando me senti na necessidade de ter um espaço onde eu pudesse compartilhar minha paixão pelo horror, um lugar onde eu pudesse não apenas levar conteúdo para o público, mas expressar minha opinião de forma direta, me envolver sem tanta formalidade. Eu possuo (ou possuía) outro blog, o Entrando na Escuridão, porém senti que precisava de algo novo, algo mais natural, e foi assim que surgiu o Mortalha, praticamente uma evolução de meu outro blog, porém totalmente independente do mesmo. Já sobre a temática, definitivamente terror em geral, sem rótulos, tudo que envolve coisas fora do comum, coisas assustadoras, macabras, esquisitas, que vai de literatura, passando por contos e relatos, até música e acontecimentos. Não me limito a postar sobre determinado assunto dentro do terror, como por exemplo, existem blogs que tratam apenas de contos de terror, outros tratam apenas de filmes de terror, já no caso do Mortalha, o que vier pela frente envolvendo terror, eu posto, desde que seja suficientemente interessante para ser comentado.

Sobre o nome do blog: Escolhi este nome pois me pareceu bem interessante. Mortalha é uma espécie de manto que envolve o cadáver de um morto, e também existe uma lenda que muitos comentam em minha cidade, sobre a rasga-mortalha, que consiste em uma coruja que sobrevoa por casas e emite um barulho que se assemelha ao barulho de um tecido sendo rasgado, dizem que quando a ave emite esse barulho sobre uma casa, algum morador da mesma morrerá em breve, isso me parece bastante interessante, pois muitos possuem o medo da morte, mas não entendem que ela é só o fim de um ciclo, o ciclo da vida, acredito que não devemos nos preocupar com a morte, mas sim com a vida, devemos valoriza-lá enquanto a possuímos, é por isso que a morte me encanta, ela me permite aproveitar a vida.

Sobre mim:
Me chamo David Alves Mendes, porém podem me chamar apenas de David. Tenho dezesseis anos, e como eu disse anteriormente, sou apaixonado pelo horror desde criança, sou muito apegado ao hábito da leitura e escrita, são mais
 duas paixões. De certo modo, sou estranho para alguns, normal para outros, e como sempre digo, aos poucos conquisto meu espaço nesse mundo.

Em termos musicais sou bastante eclético, meu gênero favorito é o rock, mas também escuto muito música clássica (como Beethoven, Tchaikovsky, Frederic Chopin, Mozart, entre outros mestres). Já no rock, curto diversos gêneros e subgêneros, principalmente o gótico em geral (que vai desde The Cure, Bauhaus, passando por Blutengel, Plastique Noir, The Cruxshadows, até Lacrimosa), são diversos os gêneros musicais que gosto, que varia desde reggae à rap.

Se tratando de literatura, sou totalmente aberto a novas experiências, porém tenho como autores favoritos: Stephen King (o mestre dos tempos modernos), Edgar Allan Poe, H.P. Lovecraft, Dan Brown entre muitos outros gênios da escrita.

Não tenho muito o que falar sobre mim, sou uma pessoa bastante imprevisível, eu poderia falar minha cor favorita, o que gosto de fazer no fim de semana, mas não vejo necessidade em expor minha vida pessoal de tal maneira. Não posso dizer que sou uma pessoa legal, ou até mesmo chata, isso depende do ponto de vista de cada um. 

Sei que posso me arrepender por isso, mas sou bastante receptivo e gentil com quem também costuma ser comigo, portanto caso queiram entrar em contato com minha pessoa, seja para tirar alguma dúvida, propor alguma parceria, ou mesmo me conhecer melhor, podem me seguir no facebook ou twitter.

Voltando ao assunto geral, esse blog não possui o intuito de agradar ninguém, porém, se você gosta de terror em geral, ou mesmo se sente atraído, tenho certeza que o agradará. O mortalha não é um blog com um grande público, e nem possui milhares de visualizações por dia, mas para mim é algo muito importante, e o que me motiva a escrever aqui é saber que existem determinadas pessoas que lerão, por mais que sejam poucas, portanto se sintam motivados a opinar sempre que puderem nos comentários, responderei à todos, pois gosto de ter uma interação direta com as pessoas que acessam meu conteúdo.

Meu blog pessoal: davidalvesmendes.blogspot.com


david alves mendes